Existem atualmente cerca de 500 pragas quarentenárias oficialmente reconhecidas como ausentes no Brasil - entre fungos, insetos, bactérias, vírus, nematoides e plantas daninhas.

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento criou uma lista, em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), elegendo as 20 pragas quarentenárias mais nocivas que já estão no radar das autoridades brasileiras para ações mais agressivas de contenção, vigilância e pesquisa.

Três dessas pragas já possuem um plano de contingência. São elas: o fungo Moniliophthora Roreri, que infecta os frutos do cacaueiro; o inseto Cydia Pomonella, que ataca principalmente a maçã; e o Candidatus Phytoplasma Palmae, fitoplasma que causa o amarelecimento letal do coqueiro.

Alerta fitossanitário e plano de contingência são mecanismos utilizados pela defesa fitossanitária para prevenir ou reduzir a possibilidade de entrada de material infectado no país. Porém, caso isso aconteça, estas medidas devem maximizar as chances de erradicação dessas pragas.

Você pode conferir no site da Embrapa um breve resumo de cada uma das 20 pragas quarentenárias ausentes priorizadas, com informações básicas sobre qual o tipo de praga, a cultura que ataca, onde está presente hoje no mundo e por que representa uma ameaça para o Brasil.

LABOREMUS

Av. Dep. Raimundo Asfora, 3400
Distrito Industrial do Velame
Campina Grande - PB, Brasil
icone-email O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  
(83) 3335 3555 +55 
(83) 3335-3555

International sales:
icone-email  O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
INNOVER